Febraban e Banco Central negociam contratos via Internet
 
   Ana Paula Lobo

Em março, o Banco Central recebe da Febraban o estudo final realizado pela entidade sobre as melhores regras para permitir o fechamento total de contratos,  como os de câmbio, via Web. Hoje, quase todo o processo acontece via rede, mas a  assinatura do contrato ainda ocorre no processo tradicional, ou seja, offline.
Todas as instituições financeiras, entre elas, BankBoston, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa  Econômica Federal, participam do grupo de trabalho da Febraban.
A exigência principal da Autoridade Monetária foi a de que todo o processo de certificação  digital aconteça sob as regras da ICP-Brasil(Infra-Estrutura de Chaves Públicas do Brasil).
Caso as regras propostas pela Febraban tenham o aval do Banco Central, a expectativa das  instituições financeiras é de que ainda no mês de março, os contratos de câmbio já estejam  sendo finalizados totalmente via Internet.
A proposta é que as regras se estendam para todas as formas de contratos, como por  exemplo, os empréstimos para pessoas jurídicas que utilizam os sistemas de office banking das  instituições financeiras.