TRANSCRITO DA REVISTA GAÚCHA DE ORTODONTIA - PUBLICAÇÃO CIENTÍFICA DA SOCIEDADE GAÚCHA DE ORTODONTIA (SOGAOR) - Vol. 1; N 2; Maio/Dez 1997.


EDITORIAL
Dr. Dante Rafael Bello
Presidente da Socidade Gaúcha de Ortodontia (SOGAOR).
TRATAMENTO ORTODÔNTICO EM ADULTOS

Na última década, o tratamento ortodôntico em adultos tem se tornado corriqueiro. Em muitas clínicas de ortodontia os adultos já representam ao redor de 20% dos pacientes. Entre as causas desse aumento de demanda por tratamento ortodôntico está a busca de uma melhor estética facial por parte daqueles adultos que, quando adolescentes, não tiveram oportunidade para tal. Insatisfeitos com a aparência do seu sorriso, pela presença de diastemas, apinhamentos, protrusões, sobremordidas ou outras maloclusões, e estimulados pelos progressos recentes nos materiais ortodônticos, bem como pela sua aparência mais estética, os adultos cada vez mais procuram por tratamento ortodôntico. Um fato, porém, deve servir de alerta. Grande parte desses pacientes já haviam se submetido a um tratamento ortodôntico quando adolescentes e, depois de adultos, buscam o retratamento por não estarem satisfeitos com sua estética facial. Esse descontentamento provém em parte de recidivas, mas também de resultados pobres obtidos nos tratamentos prévios em função de erros de diagnóstico e de planejamento, passando pela perda de controle mecânico e deficiente finalização dos casos executados muitas vezes por profissionais nem sempre habilitados a exercerem a especialidade da ortodontia. Com o objetivo de debater esses e outros aspectos sobre assunto tão atual quanto polêmico, a Sociedade Gaúcha de Ortodontia estará promovendo o tema "Tratamento Ortodôntico em Adultos nos Anos 90", durante a 5a Jornada Gaúcha de Ortodontia, a realizar-se em Porto Alegre em abril de 1998.